segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Sabes porque e que deixei de escrever sobre ti? Porque me fartei. Fartei-me de tentar perceber essa cabeça, fartei-me de tentar perceber a tua maneira de ser. Mas hoje, não é na qualidade de ex-namorada que estou a escrever. É na qualidade de amiga que sempre fui e que tu nunca notaste. Independentemente de todo o mal que me fizeste e que hoje te pesa na consciencia, tu es uma excelente pessoa e quando magoas os outros nunca o fazes de proposito e sofres sempre com isso. Mas agora tu nao estás bem e está na altura de pensares em ti e só em ti. Depois de chorares no meu colo durante quase duas horas é que percebi a gravidade da situação. Mesmo que o teu coração esteja optimo e a tua cabeça tambem, tu precisas de ajuda. E é com essa ajuda, que ontem te prometi, que podes sempre contar. Eu estou aqui sabes? E nao guardo rancor pelo que me fizeste. Dói, doi muito de cada vez que me lembro mas ultrapassei. Por isso, hoje estou pronta para ser tua amiga e vou ajudar-te sempre.


Lembras-te deste poema ? Provavelmente nem lembras, mas adequa-se na perfeição.


Se tenho de ser só tua amiga
Se isso é tudo o que posso ser
Desempenharei o papel com o orgulho
Serei a melhor que poderias ter
Dar-te-ei o meu ombro
Mostrar-te-ei como me preocupo
Estarei lá quando precisares
Será ao teu lado o lugar que ocupo
Se tenho que ser só tua amiga
Aquela que te ouve chorar
Então desempenharei o meu papel com orgulho
Com orgulho te irei escutar
O meu amor por ti é mais forte
Do que alguma vez possas imaginar
Mas para que tu alguma vez me ames
Terei de te libertar
Precisas de tempo para te encontrares
Precisas de tempo para arrumares os teus pensamentos
Mas quando tudo isto acabar
E a viagem chegar ao fim
Lembra-te que sou a tua amiga
Aquela que sempre te amou assim

2 comentários:

  1. Ele é mesmo um doce.
    Diga-se que em anatomia de grey com um panorama tão bonito até se torna complicado escolher (:

    ResponderEliminar

Obrigada :)